02 junho 2013

Desabando.. digo.. desabafando..

Eu tenho pensado muito. Nada do que penso tem saído da minha boca. E tenho mentido pra mim mesma. Pra ser sincera, a minha vida tem sido uma farsa. Só existe um momento que é verdadeiro. Um momento que eu sorrio de verdade. Apesar de não falar nada, de não demonstrar nada, eu sofro por fingir ser o que não sou. Tenho contado os minutos pra poder ser verdadeira. E esses minutos eu passo com você. Eu tenho muito medo, de não conseguir mais ser feliz. A vida me fez tomar decisões que eu não queria. E mesmo assim, você continuou do meu lado. Você quis assumir o que não era seu. Você esteve do meu lado quando eu perdi o que não era seu. Você me protege sem fazer nenhum esforço e me faz bem. Eu já pensei em aceitar sua proposta, eu já arrumei minhas malas dia desses, mas eu tive tanto medo. Sempre achei que tínhamos uma ligação muito forte, não por causa de tudo que aconteceu, mas desde a primeira vez que eu te vi, que eu te achei estranho, eu gostei de você. E as vezes tudo que eu queria, era que aquela noite não tivesse acontecido, porque eu estaria em casa, e com certeza, estaria com você. Sim, eu teria assumido você. Não que eu já não tivesse assumido, mas assumir de um jeito diferente. A palavra que nos definia era medo no começo, por relacionamentos anteriores tão parecidos, e daí vem a vida e tenta nos levar pra caminhos tão diferentes. Se um dia você lê-se esse texto, talvez não me reconheceria nele, porque eu sei que as vezes eu me calo, e as vezes eu falo demais, mais nunca sobre esse assunto que você insiste em falar que prefere não tocar nele, pra não me machucar.. O mais incrível é que depois de tudo você pensa em não ME machucar. Eu não sei o que você pensa. Eu não sei sobre seus sentimentos, digo.. pelos verdadeiros sabe?
Aqueles que você não me conta. Aqueles que quando você tá triste, insiste em não me falar, insiste em me responder que "não foi nada", mas aquele seu sorriso doído, dói mais em mim do que em ti.
Sim, eu gosto de você, sim, eu sinto sua falta, e sim, eu converso mentalmente com você. Pode parecer estranho, mas desabafo com você mentalmente, e isso me faz tão bem.
Olha, não quero esticar muito o assunto.. ou o desabafo, mas só quero que você saiba, que gosto de você. E que sempre vou querer o seu melhor.
Não, não fala nada.
Por favor.
Reações:

7 comentários:

  1. Menina!
    Quanto tempo!
    Saudade dos teus textos e de você. :t
    E teu texto agonizante :b
    o que houve?

    ResponderExcluir
  2. Que texto desesperador. Mas ainda assim, é bom te ler sempre.

    ResponderExcluir
  3. O minha querida, só posso desejar que a felicidade real chegue logo pra ti!!

    ResponderExcluir
  4. ' Olá, Andressa!!
    Voltei a participar desse mundo de blogs e reativei meu querido 'Cazuloo'! <3
    Registrei parte dos meus versos e estou publicando-os lá! Dá uma passadinha pra ver!!
    (PS: O link de indicação do seu continua lá, com todo carinho!)

    Bjs'
    Michelly Bélier
    http://cazuloo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. ' E, por sinal, esse texto me arrepiou até a alma... O.o'
    Lindo, profundo... Doído...
    Me identifiquei. u.u'

    ResponderExcluir
  6. aaah, as conversas mentais, os carinhos imaginados... Esse post é tão eu!

    ResponderExcluir