16 abril 2011

O Segundo...

Será que tudo que é segundo significa esperança de alguma coisa?Será que ser o segundo é pesado?
Será que cansa ser o segundo?
E por que a segunda-feira só de ouvir falar causa desânimo?E o caso familiar mais clichê do mundo, do tal filho do meio sempre ser considerado "O problemático" quando tem a infelicidade de ser comparado com o irmão mais velho e com o caçula?Por que o segundo álbum de qualquer artista sempre é aguardado como "decisivo" para a carreira musical do fulano?
Se na primeira vez tudo é novo e para qualquer erro sempre há uma desculpa e esses erros quase sempre são chamados de falta de experiência, na segunda vez, os erros começam a ser chamados de erros e desculpas sempre ficam mais escassas de se encontrar e o pior; Sempre vai ter um filho da puta pra apontar o feito errado e te chamar de incompetente !
Não é pessimismo da parte de minha pessoa pensar assim, é que sempre pensamos que sempre haverá uma outra oportunidade de concertar as coisas, deixamos sempre pra depois coisas simples com grandes significados, muitas vezes vivemos o futuro com os pés no presente...
Já ouviu falar naquela frase, viva o hoje e seja feliz? Pois bem, não se contente com a" próxima vez", seja feliz com o "desta vez"... faça sempre da sua segunda vez como se ela fosse a primeira e única vez.
Se não fosse pela esperança a humanidade teria acabado há muito tempo... os "dias melhores sempre vem" ou " ano novo vai ser melhor" é um auto-estímulo, muito positivo por sinal... mas levar ao pé da letra e ficar esperando... esperando... esperando esses dias chegarem geram expectativas e expectativas geralmente leva a frustração.
Deveríamos pensar ' Hoje foi melhor que hoje e que Hoje seja melhor que hoje'.
Ah, deixa a contagem do tempo apenas pro relógio!
Reações:

14 comentários:

  1. Contar os segundos somente nas horas de encontrar com um grande amor.

    ResponderExcluir
  2. Por isso que é tudo efêmero mesmo nessa porra. KKK

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente a nossa vida se faz assim....
    Se a gente é interessante, competente, tem potencial, e muitas outras coisas mais, a gente também gera expectativas, cobranças.
    Agimos assim também com os outros....são as relações humanas, de humanos.
    O mais difícil é aprender a lidar com isso. Ai já entra auto estima, confiança no taco, cobrar dos outros somente aquilo que eles tem capacidade para dar, e etc, etc e etc.
    Isso é papo pra uma vida....rsrsrs
    Sou o filho do meio, sou artista, e já cansei de ficar em segundo......sobrevivi.
    De vez em quando a gente precisa ligar a tecla PHODASE!

    bjoca

    ResponderExcluir
  4. CONVITE
    Passei aqui lendo.
    Sou um leitor assíduo de blogues.
    Mas, estou lhe convidando a visitar o meu blogue. Muito Simplório, e se possivel seguirmos juntos por eles.
    Estarei lhe esperando lá. Lhe desejando um Tempo de Paz e harmonia Espiritual.
    Te espero lá, com um...
    Abraço Fraterno

    ResponderExcluir
  5. Pena que nos esquecemos e por diversas vezes nos perdemos contando esses tempos.


    um beijo

    ResponderExcluir
  6. Nossa época não espera nada e espera tudo.
    Precisamos ser úteis em alguma coisa para despertar esse tipo de expectativa.
    Ser o segundo é como ser o último, depende apenas de como você reage a todos esses estímulos.

    Concordo que a esperança tenha salvo o mundo nas últimas gerações, mas estamos sedentos de ações menos abstratas.

    Um ótimo ponto levantado aqui.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. para mim, que sou "segunda" no que mais quero..., este post fez todo o sentido. doeu, mas fez-me pensar.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. E sempre vamos pensar assim.. #FATO

    Saudades da minha fuinha!

    ResponderExcluir
  9. eu adoro segundas-feiras!



    :D

    bjsmeus

    ResponderExcluir
  10. É que as primeiras vezes, as estreias da vida, não costumam ser muito boas...as minhas, pelo menos, não foram.

    Rs

    Um beijo, flor.

    ResponderExcluir
  11. O segredo é não criar expectativas né flor.
    E ficar em segundo lugar não é muito bom mesmo!

    Belo texto!

    Beijos

    ResponderExcluir