06 janeiro 2011

Hábito do costume.




Passei esses dias sem escrever, e parece que tinha alguma coisa presa dentro de mim, chorei muito, realmente o ano novo chega e os problemas são os mesmos de uns dias atrás.
Não adianta mentir pra mim mesma.
O que precisa mudar na realidade não os anos, e sim as pessoas.(Muito bem dito pela Mafalda.)
Eu não tenho mais nem vontade de escrever, eu paro horas e horas e ás vezes só sai uma frase,e na maioria das vezes só é a mesma: "Não se acostume com o que não te faz feliz!"
Hábito do costume.
Já pararam pra pensar nisso?
Você cria o hábito de se acostumar com tudo na vida.
E o problema é que eu NUNCA sei ficar bem quando eu não estou. E parece que o hábito é de sempre ficar assim. Sempre rola aquela velha tristeza, aquela lembrança, aquele sorriso amarelado pra mãe, promete pra ela que tudo vai ficar bem. Você promete ficar bem até pro seu cachorro que não te vê mais dançando sozinha ou conversando com o espelho.
Tenho pensado coisas banais, sentindo coisas banais, mas são coisas banais que doem tanto.
Mas tenho começado a trabalhar, que vou me jogar de cabeça no meu trabalho, na minha faculdade e esquecer mais uma decepção.
Sim, já me acostumei também com as decepções. Mas ultimamente eu não tenho entendido muita coisa, sempre achei que amor estava relacionado a um sentimento de Deus, nunca pensei que Deus podia ser contra um. E nunca imaginei ficar tão revoltada.
Mas agora, faz mais de meia hora que parei no 'revoltada' e do nada me veio um sorriso, estava com saudade do meu sorriso, to com saudade também da minha risada escandalosa, faz tempo que eu não a escuto.Afinal, depende somente da gente se o palhaço esteja engraçado.
Mas é tão estranho.
Meu amigo me perguntou uma coisa: Será que tu não já criou o hábito de desistir? E sempre quando surge alguma dificuldade tu já acha tudo difícil demais e desiste?

Pensei, refleti e arrependida de muita coisa eu chorei.
Sou tão transparente nessas horas, que eu estava no bendito Bloco G' (onde conheci Felipe.) fazendo minha matrícula de 2011.1 e chorei ali mesmo. Tomei quase um litro de café ( sem exagero nenhum.) e até melhorei, fiquei com o gosto amargo na boca, eu estava do mesmo jeito por dentro.

Meu coração ta cansado, de amar errado, isso cansa, aborrece, fere, dói e mesmo quando cicatriza dói quando você olha, então é melhor não olhar, virar as costas e afastar...


E como diria Caio: "As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz - se não tiver a gente inventa."

___________

Reações:

5 comentários:

  1. Vamos inventar então.. Eu querendo mudar e vc cheia de tristezas? Não pode amiga!! Vc vai sobreviver e eu estou aqui para te dar a mão! Te adoro! Bju

    ResponderExcluir
  2. Poxa Andressa! Não chores minha linda!!!!
    Achei a frase de sua amiga Mafalda muito profunda e verdadeira. A gente sabe que é verdadr mas não aceita, teima em querer mudar a vida sendo que as atitudes conyinuam as mesmas...assim nunca vai pra frente...
    Desejo-te o melhor! bjo

    ResponderExcluir
  3. Pelo menos você ainda sente algo,
    tem pessoas que não conseguem ver, sentir, nem ouvir nada.

    tenha fé,
    vai passar.

    ResponderExcluir