27 setembro 2010

vai passar, tem que passar!







Tenho medo de um dia, olhar pra ele, e não sentir nada, nem se quer um arrepio, comparado aos terremotos que ele me causava e causa hoje em dia.
Até porque é isso que todo mundo quer um dia, que aquela vontade passe, que aquela ligação pare de tocar para não ficar se martirizando por não atender, ( acho é por isso que meu celular vive no silencioso e tantas pessoas reclamam que eu não atendo. ), que aquelas músicas deixem logo de ser sucesso para você não ter que escutá-las todo dia e toda hora pra não lembrar dele, até mudar de amigos você muda, pra não ter que ficar dando satisfação quando eles perguntam: " E você e fulano? Como estão? Vocês terminaram? Sério? " , tenho vontade que aquele online mude para ausente, pra eu ter um motivo de não falar com você, talvez eu queria que você não ficasse ausente somente ali. Queria que ficasse ausente na vida também, e que nem mandasse mensagens pra dizer que volta.  Talvez eu desejo por isso porque sei que você daqui há alguns segundos vai falar comigo, como sempre fala.
Eu me sinto ás vezes culpada por querer esquecer. É! 
Mas eu não sou culpada sozinha. Se eu quis isso, com certeza você teve sua parcela de culpa!
Nós sempre fomos tão certos, do que queríamos ...
E agora, nossas certezas se transformaram em dúvidas. Dúvida essa que era pra ser CERTEZA.
CERTEZA de te esquecer, porque você não me faz bem. Se você tivesse se doado um pouco mais, tive prestado atenção um pouco mais...
É até estranho pra mim imaginar te ver e não sentir nada. Não ficar gelada, nem meu coração bater mais forte, nem minhas mãos suarem frio, nem me arrepiar quando você pega em mim...
Imaginar que aquela música do celular nunca mais vai tocar quando você me liga, ou manda mensagem... ou então que não vamos mais sair juntos, que não vou mais sentir o cheiro do teu perfume, nem ouvir você dizer meu nome de forma engraçada, nem que você vai deitar no meu colo...
até quando eu quero esquecer, eu lembro!E é assim que sempre me pego pensando no passado, passado esse tão presente e constante e inconstante ao mesmo tempo.
Tudo bem, isso também vai passar, tem que passar...
Já vi o final do mundo centenas de vezes por causa de saudade e quando acordei estava tudo bem!
É a saudade faz isso ...
saudade é uma coisa que se esqueçe muito fácil, quando se lembra de dedicação sem retribuição.
Reações:

2 comentários:

  1. Retribuição, zero, né amiga?! Mas permita-se tenta mudar..Bju!

    ResponderExcluir
  2. saudades é sempre o ontem, um ontem passado. As vezes tão remexido, tantas vezes doído. Porisso vivo sensações do hoje, do agora do já...quero sempre o alcance da pele, do toque,do tato, e não sensações que se foram.
    Maurizio

    ResponderExcluir